VIDEOS DE ENTREVISTAS E APRESENTAÇÕES de Francisco de Paula Antunes Lima e Raoni Rocha

Novos videos no Canal Youtube do Fórum AT. Os links das entrevistas completas já estão no texto abaixo. Amanhã disponibilizarei os demais. 

Interessados em análise e prevenção de acidentes devem assistir e divulgar. Em minha opinião estão da melhor qualidade.

PB

Entrevistas com Francisco de Paula Antunes Lima e Raoni Rocha e também apresentações de ambos em mesa redonda de congresso da ABERGO.

Vejam descritivo a abaixo:

1. Apresentação RAONI Rocha

Título: Análise da atividade na análise de acidentes
Fala do Professor Raoni Rocha, da Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), na mesa redonda “Análise da atividade nas análises de acidentes”, realizada no dia 29 de maio de 2019, em Curitiba, Paraná, como parte do XIX Congresso Brasileiro de Ergonomia (ABERGO 2019).
Aspectos abordados:
• Modelos de análises de acidentes
• A falha humana como causa de acidentes
• Por que isso acontece: De quem é a culpa?
o Julgamento moral da sociedade e o papel da mídia
o Questões econômicas
o Teoria jurídica do acidente: culpa exclusiva da vítima
• Por que isso acontece? Llory e a análise clínica ou situada do acidente
o Análise histórica
o Análise das interfaces
o Análise vertical: relações entre níveis hierárquicos
Exemplo: Queimadura em fábrica de fertilizantes
• Eventos similares anteriores e sua análise
Considerações finais
• Ultrapassar abordagens culpabilizantes nas análises de acidentes
• Compreender a atividade real e incorporá-la na análise de acidentes

O arquivo da apresentação do professor está disponível em Apresentação RAONI - aqui.....

Título:
Fala do Professor Francisco de Paula Antunes Lima, do Depto de Engenharia de Produção, da Escola de Engenharia da UFMG, na mesa redonda “Análise da atividade nas análises de acidentes”, realizada no dia 29 de maio de 2019, em Curitiba, Paraná, como parte do XIX Congresso Brasileiro de Ergonomia (ABERGO 2019).
Aspectos abordados
• Por que acidentes e desastres continuam acontecendo em sistemas ultrasseguros?
• Como aprender com esses acidentes para atuar na prevenção?
• Acidentes como sintomas
• Pontos de partida
• Equívocos e limites de análise de acidentes
o Determinação econômica
o Judicialização
• Proposiçõe: Por uma abordagem alternativa para análise de acidentes e controle social de riscos tecnológicos
• Como fazer:
o Comunidades científicas ampliadas e dispositivos dinâmicos a três polos
o Análise cognitiva de acidentes
O arquivo da apresentação do professor está disponível em APRESENTAÇÃO CHICÃO.

 

Entrevista concedida pelo Professor Francisco de Paula Antunes Lima, do Depto de Engenharia de Produção, da Escola de Engenharia da UFMG, na tarde de 25 de maio de 2019 a FórumAT, em Curitiba Paraná.
Chicão fala de seus estudos sobre o tema da análise e prevenção de acidentes e desastres.
Ele aborda:
• Dificuldades nos caminhos da prevenção de desastres. Análises que permitam lições uteis para a prevenção.
• Erros e fracassos como pontos de partida e bodes expiatórios em análises
• Prejuízos da judicialização
• Determinação social, poder econômico e seus limites como explicação para origens de erros e escolhas adotadas.
• Investigação judicial e análise técnica dos desastres. Como as primeiras afetam as segundas?
• Normalização de desvios (Diane Vaughan) e objetivismo na explicação da engenharia.
• A importância dos sinais fracos, intuitivos, subjetivos para a prevenção.
• Cultura de Segurança. Teoria das organizações de alta confiabilidade. Cultura como formas de fazer. Cultura de justiça e não burocrática.
• Novas tecnologias e desafios para a segurança. A queda do voo Air France 447 e o comportamento dos pilotos na catástrofe.
o Artigo de Raoni Rocha e Francisco Lima: Erros humanos em situações de urgência: análise cognitiva do comportamento dos pilotos na catástrofe do voo Air France 447 (http://www.scielo.br/pdf/gp/v25n3/0104-530X-gp-0104-530X1115-17.pdf)
• Amalberti e os limites do modelo econômico da aviação na situação atual. É possível melhorar a compreensão de situações já vivenciadas pelos pilotos e melhorar a segurança?
• Análise multiníveis (individual cognitivo, organizacional econômico, com variáveis como capital financeiro) em origens de desastres e suas dificuldades.
• Tecnologia e processo de projeto social. Não basta criticar decisões de técnicos e administradores. Sociedade precisa participar das decisões tomadas nesses momentos sociais, não apenas como certificadora e controladora.
• O modelo atual (de controle) é frágil  e é a fragilidade desse modelo que permite a manifestação da fragilidade da tecnologia. É preciso rever o sistema de projeto e desenvolvimento dessa tecnologia.
• “Tecnologia é algo muito sério para ficar só na mão dos engenheiros”.

Erro humano
Culpa
Responsabilidade
Falta profissional
Acidentes
Análise Cognitiva de Acidentes


Entrevista concedida pelo Professor RAONI ROCHA, da Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), na tarde de 25 de maio de 2019 a FórumAT, em Curitiba Paraná.
Raoni  fala de sua participação na criação de curso de Graduação em Engenharia de segurança e de seus estudos sobre o tema da análise e prevenção de acidentes.
Em sua entrevista Raoni comenta, entre outros, os seguintes temas:
• A criação do curso de graduação em Engenharia de Segurança
• Limites no uso de indicadores e ferramentas tradicionais da gestão de segurança
• Gestão de segurança eficiente Ferramentas tradicionais e realidade operacional de segurança (realidade de campo). Como aproximá-las?
• Taxas de frequência, de gravidade e seus problemas
• Críticas ao uso tradicional da Pirâmide de Bird. Inadequação como ferramenta de gestão de acidentes de processo, catástrofes.
• Importância dos quase acidentes, situações “Quase” e sua invisibilidade.
• Fatores humanos e organizacionais da segurança
• Limites da gestão de segurança como trabalhada pelos SESMTs. Mudanças no mundo do trabalho e desafios da construção de novos caminhos para a prevenção.
• Diálogos de segurança versus o trabalho real
• Retorno de experiência e importância de discussões sobre as situações corrigidas no cotidiano e que não afetam a produção e a segurança
• Briefing e Debriefing.
• Treinamentos e a abordagem (ou não) de situações reais de trabalho.
• Aproveitar as vivências dos trabalhadores em situações reais.
• Erro, detecção, recuperação e o potencial de uso didático dessas experiências.
• Novas tecnologias e desafios para a segurança. A queda do voo Air France 447 e o comportamento dos pilotos na catástrofe. (Artigo de Raoni Rocha e Francisco Lima: Erros humanos em situações de urgência: análise cognitiva do comportamento dos pilotos na catástrofe do voo Air France 447 (http://www.scielo.br/pdf/gp/v25n3/0104-530X-gp-0104-530X1115-17.pdf)
• Erros absurdos? decisões lógicas e compreensíveis em situação (2h da manhã, em zona de turbulência, durante tempestade)?
• Visitem o blog Ergonomia da atividade: https://ergonomiadaatividade.com/tag/blog/ .e https://ergonomiadaatividade.com/2017/08/31/canal-ergonomia-da-atividade/


Tags: Análise de acidentes, análise organizacional, análise da atividade, culpa, culpabilização, árvore de causas, espinha de peixe.

 

Arquivo: